terça-feira, 20 de julho de 2010

Plano de Austeridade nas Forças de Segurança????

O Polvo fez chegar o seu maquiavélico plano à minha aldeola (a partir de agora é assim que lhe vou chamar)! Depois de me começar a inteirar do funcionamento interno do Posto, descobri que tudo aqui é controlado. Só se podem gastar um X de litros de gasóleo por mês para dois carros (o que se gastar a mais tem que ser muito bem justificado, sob pena de levarmos uma porrada que é como quem diz, uma punição disciplinar), o número de fotocópias é controlado, só se pode limpar o cú com duas tirinhas de papel, o resto do cocó que ficar ou se limpa com os boxers ou lava-se no bidé (com duas gotinhas de água apenas) e até para limpar as mãos temos um aviso que diz: "Limpe apenas com duas toalhas de mão para que possamos usufruir das mesmas durante mais tempo!". Só faltava acrescentar: "O que não conseguir limpar passe na roupa ou então sopre!!". Não tenho palavras... Aliás, tenho.

Mas o que é esta m****?? Então como é que se patrulha a zona? A pé?! A contar as cabeças de gado e as oliveiras?! A derreter a sola das botas no alcatrão?! A suar que nem um cavalo debaixo de quase 40ºC?! (esta é a zona mais fria do país no Inverno mas uma das mais quentes no Verão)! E a informação como é que circula? Vão começar a treinar outra vez pombos correio ou quê?!

Deve mesmo ser o sol que está a denegrir as minhas faculdades mentais pois eu não ainda não consegui absorver estas restrições. O melhor é comprar um colete balístico e ir descarregar o stress nos porcos...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Telefone, Jipe, Acção!!

O telefone está a tocar!! O quê?? Agressões num bar?? Temos acção!! Temos acção!! Aleluiaaa!!

Depois de me conseguir levantar a muito custo, com dores nas costas e as nalgas dormentes de tanto estar sentado, lá me enfiei no jipe (por falar em jipe, que saudades do fumaça) e fomos ao bar onde os bezainas davam festinhas um ao outro. Os Geninhos a chegar e a malta cá fora, à porta do bar, à traulitada!! Como, para já, as qualidades ainda permanecem intactas, foi num ápice que o bastão ficou em riste na direcção dos gladiadores! Se estava habituado a usá-lo para dar uns amassos aqui nem foi preciso! Assim que nos viram, separaram-se e levantaram os bracinhos, do género: "Tá tudo bem senhor Geninho, já não se passa nada! O olho pendurado e a falta de dentes resolvem-se com um bocadinho de gelo!!"

Um deles era um emigrante em França, acabadinho de chegar, cheinho de saudades do vinho cá da terra, com aquela pronúncia francesa carregada: "Monsieur Gendarme, ces't tout bom, hã! Vou para a maison fechar las fenêtres e ficar sossegadinhô, hã! Guarde o baston, guarde o baston, os Gendarmes frrancese já me baterram beaucoup, não é prreciso mais, hã!". O outro desgraçado, filho da terra que por mais tempo que cá passe tem sempre saudades do vinho, mal se aguentava de pé e só dizia: "Onde é que eu deixei o copo?" Quando reparou que o outro lhe tinha partido o copo, ficou possuído, passou-lhe a zoeira (nome que aqui dão a bebedeira) e já só queria malhar no outro, outra vez!! As preocupações com os cabelos arrancados e os inchaços nos olhos ficaram para segundo plano, como se o vinho lhe fosse curar as feridas. Bem, pelo menos bêbado não sente nada!!

Quer-me parecer que afinal de contas ainda vou ter muito treino pela frente...

domingo, 18 de julho de 2010

Nem tudo é mau!

Agora que já assentei arraiais na zona mais fria do país já vos posso dar a conhecer as minhas primeiras impressões desta "grandiosa" aldeia onde fiquei instalado.

Primeiro uma correcção: Não fiquei a 250Km de casa mas sim a 307Km que são só mais 50€ de táxi!Depois, digamos que a expressão 8 ou 80 não se aplica aqui. É mais o 0,000008 e o 80! Se onde eu estava antes reinava o caos, a confusão e a desordem aqui o que reina é a tranquilidade, a pasmaceira e a ordem! E devo dizer que nem todos os meus receios se confirmaram. Tenho um quarto só para mim, casa de banho privada (a promoção também traz coisas boas), dá para cozinhar (sempre é mais barato do que comprar comida feita e poupam-se uns cobres) e o pessoal do Posto é porreiro e receberam-me extremamente bem, por isso só tenho que lhes agradecer!

"Se isso é tão bom, de é que o bófia se queixa outra vez??"

Queixo-me porque vou começar a perder qualidades! Antes não faltava aos treinos e as revisões da matéria dada (entenda-se por matéria, bastonadas, murros, pontapés, algemagens e afins) eram frequentes e o nível de satisfação do cliente andava sempre lá em cima! Agora, com a calmaria que reina aqui qualquer dia já nem consigo ripar do bastão!! Já pensei em treinar com porcos mas o pessoal daqui é muito protector em relação aos seus bens e cheira-me que o retorno de tal ousadia viria em forma de chumbo. E como os únicos coletes que aqui temos são reflectores não me apetece arriscar.

Agora vou descan..., quero dizer trabalhar!! Vou esperar que o telefone toque para ver se temos alguma acção!

P.S - Grande H, obrigado pela tua visita. Foi uma lufada da ar fresco! Aparece sempre que vieres à zona!

domingo, 11 de julho de 2010

O Geninho não tem a vida fácil...

Isto de nós termos 95% do território nacional para patrulhar é uma merda! E o de sermos promovidos é outra! Pensam vocês: "Este bófia é promovido e ainda se queixa?!" Queixo-me e não é pouco. O silêncio destas últimas semanas deve-se ao facto de eu andar a digerir a minha colocação por imposição a 250 Km de casa... por ter sido promovido! Parece que não há lugar para tantos Cabos na capital...

Esta é outra merda que me faz confusão! (desculpem-me o palavreado mas estou mesmo fo****)

Se um Geninho é corrupto, se abusa da autoridade, se mata um mitra em serviço, se entala um camarada, vai de cana. Nesta prisão, só para militares, o Geninho tem quarto privado com casa de banho, comida, cama e roupa lavada com direito a visitas todas as semanas. Não me parece mal, pois há os que fazem bem pior e têm melhores condições ainda.

Mas ponho-me a pensar. Eu estudei (e não foi pouco!), fiquei longe da família enquanto estava no curso, sou um Geninho atinado, faço o meu trabalho, dou-me bem com (quase) todos, sou promovido por mérito próprio e mandam-me para longe outra vez, a partilhar uma camarata (vá-se lá saber com quem e com quantos), com casa de banho para 3 que tem que dar para 10, tenho despesas extra com a comida que ainda tenho que cozinhar, tenho que lavar a roupa e passá-la a ferro (o tempo em que a mãezinha se encarregava destas tarefas já lá vai à muuuuiiittttooo tempo) e tenho que andar a trabalhar a dobrar para juntar umas folgas (se o comandante do posto for porreiro) para poder estar com a família.

Foda-se!!!! Ainda dizem que o crime não compensa????!!!!!!!