sexta-feira, 6 de abril de 2012

Desafio aceite!

A Libertya desafiou-me a responder a estas questões e eu, apesar de cerebralmente débil e desinspirado como um vegetal, vou respondê-las. Pode ser que assim comece, lentamente, a sair deste estado de letargia literária!

O que me tira do sério?
Fácil. Tudo o que pode ser considerado exagerado. Materialmente e emocionalmente falando.

A que cheiro?
A praia.

O que gosto de ler?
O comportamento humano. Tudo o que me faça rir e me inspire a fazê-lo também. Gosto de histórias baseadas em factos verídicos.

O que me seduz?
Um olhar sincero, a atenção aos pormenores, sentido de humor.

Sinto-me?...
Inexplicavelmente desinspirado.

O que me deixa com um sorriso nos lábios?
As tontarias da minha princesa!!! :)

O que dizem os meus olhos?
Que preciso de dormir mais e melhor... ou então que fumei umas brocas sem saber!! :p

O que te oferecia?
Um porto seguro, um pilar, segurança, dedicação...

Quem vou desafiar?
Os que se sentirem com vontade de responder! Não se acanhem...

Obrigado Libertya, beijinhos!!

 

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Bem, ainda respiro e por uma boa razão!!

Tenho andado afastado do blogue essencialmente por três razões. Na maior parte das vezes falta-me o tempo, quando o tenho falta-me a paciência e quando tenho ambas as coisas falta-me a inspiração para escrever algo que eu próprio ache interessante! Tenho muitas fotos para mostrar de coisas que fiz ultimamente mas não me quero pôr aqui a debitar paisagens e retratos sem ter a história ou os comentários para acompanhar, como vocês sabem que é meu apanágio...

Mas nunca há falta de inspiração ou de tempo para registar um dia especial. O aniversário da minha princesa!!!! Faz hoje 6 anos que nasceu, às 09h27, o pequeno ser, ou melhor, a pequena sereia, que mudou a minha vida para sempre. Filha, és o melhor de mim, o meu orgulho e apesar da distância e da tristeza que sinto por não estar contigo, tenho-te sempre no meu pensamento... Por ti, tentarei sempre ser melhor homem, melhor Pai para que cresças rodeada de afecto, de segurança e para que um dia possas voar por ti própria e te orgulhes dos Pais que tens. E que eu continue a ouvir sempre: "Papá AMO-TE muito do fundo do meu coração, pode ser?!"

Pode filha. Sempre. Feliz Aniversário meu amor.